Assassinato em primeiro grau

Quando eu era criança, ficava pensando o porquê de os presos não morarem nos presídios para sempre, já que, pelo que me diziam, eles estavam ali por terem feito coisas ruins (rs).

A medida que ia crescendo, ouvia que os presídios eram lugares que reeducavam as pessoas, que davam a elas uma nova chance de seguir um caminho dentro das leis, então achava estranho falarem tanto em crimes cometidos dentro dos presídios e também naquelas pessoas que continuavam no "mundo do crime" após cumprir suas penas. 

Hoje, estudo que o papel do Estado é dar condições para que a população carcerária se reinsira na sociedade, por isso não temos prisões perpétuas e, teoricamente, as torturas não são permitidas, mas sei também que muitas vezes eles não se reinserem na sociedade porque o Estado não cumpre o seu papel.

Bon Iver

Bon Iver, do francês “bon hiver” (bom inverno), é uma banda de folk, encabeçada por Justin Vernon e com mais três membros, que em 2007, lançava no melhor estilo independente, seu primeiro disco, gravado por Vernon, isolado na floresta, em meio a uma crise amorosa, um rompimento com a antiga banda e uma doença no fígado.

A Liga Extraordinária

Mina Harker. Capitão Nemo. Allan Quatermain. O Homem Invisível. Dr. Henry Jekyll e Mr. Edward Hyde. Dorian Gray. Tom Sawyer. Provavelmente você já deve ter ouvido falar deles, mas nunca antes juntos. Caso você os tenha reconhecido, sabe que todos são personagens famosos de obras literárias clássicas. Separados eles são heróis, unidos eles são a Liga Extraordinária.

Precisamos Falar Sobre o Kevin

Faltando apenas três dias para completar 16 anos de idade, Kevin Khatchadourian realiza um massacre escolar matando nove pessoas. É com a história desse personagem maquiavélico que a autora Lionel Shriver escreveu o célebre Precisamos Falar Sobre o Kevin. Um livro surpreendente, atraente e perturbador.

No decorrer das 464 páginas, esse romance ficcionista da editora Intrínseca se desenrola em um estilo epistolar através de cartas escritas por Eva, mãe do assassino, direcionadas ao seu ausente marido Franklin. É dessa maneira que Eva revive a trajetória do seu filho, desde a pré-gravidez até ele formar 18 anos, tentando entender através das lembranças o que levou Kevin, no dia 8 de Abril de 1999, quinta-feira, a ter cometido uma chacina. 

t.A.T.u.

Uma dupla russa de pop rock-eletrônico formada em 1999  por duas adolescentes, Lena e Yulia. No início, a imagem da amizade entre as duas garotas foi moldada a fins de divulgação, e foram interpretadas como lésbicas pelo público. Na época, isso gerou muita polêmica, chamou muita atenção e foi assim mesmo que elas alcançaram rapidamente a fama (e, talvez, tudo não passaria mesmo de um golpe promocional?).

t.A.T.u., que significa “essa ama aquela”, teve como clipe para o seu primeiro single All The Things She Said, no qual as duas aparecem trocando carícias e beijos, o que, claro, despertou a curiosidade do público. "Quando eles param e olham, eu não me preocupo, porque estou sentindo por ela o que ela sente por mim..."

Um pouco de Educação

As novelas educam? Conscientizam? Ou são o perfeito mecanismo de alienação da população? E a TV, em geral?

Se por uma frente há o grupo que defende que telenovelas não privam a população de bobagem e de conteúdos que simplesmente ignoram - e, convenhamos, mais do que abusam - as regrinhas básicas da ética social, da adequação dos conteúdos à idade teórica do público que está assistindo, há um grupo opinativo que abomina as pesadas críticas feitas aos conteúdos televisivos. 

Bilionários por acaso - a criação do FACEBOOK

“BILIONÁRIOS POR ACASO é um relato impressionante dos bastidores de uma história sobre ganhar dinheiro e perder a inocência, mas também sobre como uma empresa que foi criada para juntar as pessoas, separou dois amigos.”

O Facebook apareceu na minha vida muito antes de virar essa “febre” que é hoje em dia. Muito antes de ser o novo Orkut dos brasileiros. Meus pais resolveram navegar por esse novo “mundo” e, de repente, tudo que eu escutava em casa era como esse site de relacionamento era legal, interessante e divertido. E isso foi na época, agora remota, em que achávamos que o Face era para os ricos (uma piadinha que circulava entre muitos dos meus grupos de amigos). rs

Um dia

Lançado pela Editora Intrínseca no Brasil e escrito por David Nicholls, Um dia conta a história de Emma Morley e Dexter Mayhew, que se encontram na noite de formatura da faculdade e passam grande parte do dia 15 de julho de 1988 juntos. A partir daí a vida de ambos é geograficamente separada e o livro passa a contá-las ano após ano, exatamente no dia 15 de cada julho.  

“A melhor história de amor atemporal para aqueles que sempre desejaram ter alguém que nunca tiveram.” - Adele Parks 

Em é a garota inteligente e desprovida de auto-confiança. Dex, o cara rico e bacana que se dá bem com as garotas. O típico clichê que já daria um péssimo prognóstico de leitura, eu já estava decidido a falar mal do livro antes do primeiro capítulo acabar. Mas reviravoltas aconteceram e eu acabei preso na leitura, justamente pela característica de “avançar da vida”, por vezes extremamente real, que o livro apresenta e que acaba afeiçoando o leitor aos personagens, permitindo conhecer, pelas experiências passadas, os erros, medos e sonhos de cada um dos protagonistas.

Os extras

Neste final de semana a gente traz uma novidade pra vocês, visitantes do Multinverso. É uma nova seção com extras, pra você fazer download e nos carregar na tela do seu computador ou dentro de um livro. De primeira a gente já traz três papéis de parede comemorativos, ainda da saga Harry Potter, e – tcham, tcham, tcham – um marcador! 

Sim, nós vimos alguns pedidos dos visitantes que sugeriram a disponibilidade dos arquivos para download. À princípio ficamos receosos, uma vez que temíamos que a nossa obra pudesse ser usada por terceiros a torto e a direito, sem a nossa concessão. Mas superamos e, tomadas as devidas providências, disponibilizamos agora, junto com os papéis de parede, um marcador especial. 

Bem, não dava para liberar os arquivos dos marcadores da saga Harry Potter, porque isso tiraria o mérito dos ganhadores da promoção e de  nada teria valido a sorte no sorteio ou a habilidade na caçada que alguns fizeram pelo blog. Então, fizemos um especial do verdadeiro Sr. Tumnus.

Dê uma passada nos extras, logo aqui ao lado, e faça os downloads.  :D

A Viagem de Chihiro


Um longa de animação japonês criado pelo mestre Hayao Miyazaki. Mostra a ida de Chihiro, uma garota de dez anos muito mimada, ao Mundo Espiritual, onde ela faz novos amigos, mete-se em encrencas e, o mais importante de tudo, descobre quem ela realmente é. Ganhou o Urso de Ouro do Festival de Berlim, em 2002, e o Oscar de Melhor Animação, em 2003. 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Muito provavelmente você já deve ter visto este sorriso sutil e este olhar característico da jovem aqui ao lado em alguma revista, site ou livro por aí. Trata-se de Amélie, a protagonista de Le Fabuleux Destin D'Amélie Poulain, um filme francês impecável nos mais diversos aspectos, considerado por muitos um clássico da atualidade. Se você passou comigo por Beirut e Cocoon, chegou a hora de encontrar na sétima arte, o equivalente para tal beleza. 

Skins

Série inglesa criada por Bryan Elsley e seu filho, Jamie Brittain, que foi ao ar pela primeira vez em 25 de janeiro de 2007. É composta por cinco temporadas, e a sexta será lançada em janeiro de 2012. Conta a rotina de adolescentes na faixa dos 16 aos 18 anos, que vivem uma vida cheia de consumo de drogas, sexo e muita festa. Pra quem não entende o verdadeiro sentido de Skins, essa é a grande impressão que fica. Entretanto, os fãs de Skins, assim como eu, vêem de outra forma.

Ensaio sobre a cegueira


"Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso."  - José Saramago

É com esse depoimento acima que eu quero apresentar a vocês um dos meus livros favoritos. *-*  E para quem ainda não leu, por favor, não se assuste.  =)

Christina Perri

Eu não sei se acontece só comigo, meus amados leitores, mas exatamente quando estou passando por um momento  complicado ou estranho, ou peculiar, ou tudo isso junto, as músicas resolvem me definir. Elas resolvem falar o que eu nunca teria coragem para dizer, rs. E, com uma sutileza impossível de não perceber, eu acabo me identificando, por demais.  ;) 

Foi assim que aconteceu com Christina Perri. A Christina é aquele tipo de pessoa surpreendente, que você olha e acha que sabe tudo sobre ela, mas na verdade não sabe nada. Com inúmeras tatuagens, cabelos negros e mecha hiper loira, Christina faz, fisicamente falando, o estilo rockeira, daquelas que fazem um som pesado. Mas não faz.

Resultado das promoções


Finalmente o Multinverso traz o resultado das promoções que estavam rolando pelo blog. São treze os ganhadores que vão receber em casa os marcadores de Harry Potter do blog. Não espere mais e descubra se você é um deles!

Não há idade para entender a diversidade

"O preconceito é filho da ignorância." - William Hazlitt

É natural do ser humano temer o que não conhece. É natural imaginar o que não sabemos. Mas o homem precisa de conhecimento, pois é a ausência deste que leva ao surgimento do preconceito. O preconceito invade a mente como um parasita e só tende a transformar o diferente no errado para aqueles que o carregam.

A Game of Thrones

Quando se joga o jogo dos tronos, ganha-se ou morre. Não existe meio-termo.

Em terras onde o inverno pode durar anos, estranhas árvores com rostos te observam, dragões vivem e lobos gigantes ainda andam livremente por bosques assombrados, se desenrola uma das melhores histórias de fantasia, guerra e ganância que eu já li.

A Banda Mais Bonita da Cidade


Se é realmente a mais bonita eu não sei, só sei que suas músicas trazem simplicidade e bons sentimentos, o que faz tudo ficar mais belo e você ter vontade de sair cantando elas pela rua, para que toda essa magia seja passada adiante.

A Caçada

A menos de uma semana para a estreia do último longa da saga de Harry Potter, As Relíquias da Morte - Parte 2, o Multinverso arranca na frente e pega todas as horcruxes. Agora, sobrou para você encontrá-las e destruí-las. Ache-as e consiga os marcadores de Belatriz Lestrange, Sirius Black e Severo Snape! Edição super-extra-mega-limitada. 

Jesse Thomas

Não pretendo relatar referências, mas sensações. Falarei um pouco do que achei de Jesse Thomas, uma garota ruiva que se apresenta em barezinhos nos Estados Unidos, com a velha arte do voz-violão. Infelizmente não sou bom em fornecer informações precisas, então proponho que você tente ter as mesmas sensações que tive, daí entenderá bem sobre o que estou falando. Caso contrário, o texto será, uma pena, inútil. 

Os filmes de Harry Potter em quadrinhos +1

Você lembra da Lucy Knisley, a artista que resolveu transformar cada livro de Harry Potter em uma página de quadrinhos, contando toda a história com desenhos simples e bom humor? Pois é, quando eu postei sobre ela, não estavam prontos ainda os desenhos dos dois últimos livros, mas eis que ela terminou.

Assim como no último filme, que estreia em breve ~pam, pam, pam, pam~, ela dividiu o último livro em duas páginas. Obviamente existem SPOILERS, então, se eu fosse você não veria, caso não tenha lido ainda o “Relíquias da Morte” e queira guardar a emoção pra última hora. Clique em continue lendo, pra ver os desenhos. 

Água para elefantes (e um pouco mais)

Tecnicamente falando, Água para elefantes é um livro que conta a história de um rapaz, Jacob Jankowski, que, com apenas 23 anos e prestes a se formar em medicina veterinária,  perde a família e acaba pulando em um trem em movimento - O Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra, onde conhece a crueldade, a bondade e o amor, em suas diversas formas (inclusive entre homens e animais, o que explica o nome do livro, já que Jacob cria um laço real de amizade e lealdade com uma elefanta linda, grande e inteligente: Rosie). E que, 70 anos depois revive tudo isso com a chegada de um circo à cidade onde vive numa casa de repouso. Mas pra mim, ele fala de muito mais. Fala das lembranças, do tempo e de como ele afeta a todos nós.
“Estou aos prantos como o velho boboca que sou, é isso. Acho que dormi. Eu podia jurar que há apenas alguns segundos tinha 23 anos, e agora estou aqui, neste corpo deplorável e ressequido.”

A Saga da Fênix Negra

"Quando a Fênix Negra surge...
UNIVERSOS INTEIROS MORREM!"


A Saga da Fênix Negra é o mais conhecido - alguns diriam até o mais importante - arco de história dos heróis mutantes da Marvel Comics, os X-Men. Com roteiro de Chris Claremont e desenhos de John Byrne, é narrada a transformação da querida telepata Jean Grey na poderosíssima (e devassa) Fênix.

A burocratização do português

Por que tanta regra? Porque tem muita gramática!  Quando vamos descobrir o porquê disso tudo?  Nunca vamos descobrir isso, por quê?

Mar adentro

Um filme para se ver de mente, coração e alma aberta. Um filme para se repensar nos conceitos de vida, liberdade, dignidade e existência. Um filme que trata daquilo que o ser humano mais teme: a morte.

“E, se não se entende o sentido da morte, tão pouco se entende o sentido da vida.”
“... uma vida que te tira a liberdade não é vida.”
“Minha vida gira em torno de conseguir a liberdade.”
- Ramón Sampedro

Coisas frágeis

"Acho... que prefiro lembrar de uma vida desperdiçada com coisas frágeis, 
a uma vida gasta evitando a dívida moral."


Foram essas as palavras que Neil Gaiman escutou em seu sonho, certa noite, e que não saíram de sua cabeça. Ele passou um bom tempo tentando desvendar o que eram, afinal, essas tais coisas frágeis. Um dia, surgiu uma resposta: existem tantas coisas frágeis, pessoas se despedaçam tão facilmente, sonhos e corações também. Ele decidiu que esse deveria ser o título do livro que estava escrevendo, uma coletânea de contos fantásticos.

Promoção Multinverso! - O Retorno

Cocoon



Cocoon é o que acontece quando um casal francês se une pra tocar músicas de letras infantis e melancólicas, sobre o mar, amizades e romances. Com vozes suaves e quase indistinguíveis e que se fundem a instrumentos como o banjo e o ukelele e deixam a vida agridoce, com a cara daqueles dias de chuva.
 Cocoon, até agora, é a maior descoberta musical do meu ano. 

Bonitas, mas mentirosas

Pretty Little Liars é a mais nova série de TV em que estou viciada (risos).
Nunca confie em uma menina bonita com um segredo horrível.
Esta é a história de cinco amigas que moram numa cidade pequena chamada Rosewood: Spencer Hastings, Aria Montgomery, Hanna Marins, Emily Fields e Alison DiLaurentis. E como boas amigas, elas contam todos os seus segredos umas para as outras. Numa bela noite, uma de suas amigas some, a líder do grupo, Alison, a qual sabia tudo sobre cada uma delas. E as meninas juram nunca contar o que fizeram no dia em que Alison desapareceu.

Cultura nipônica

Cultura japonesa, meus caros leitores.



Então, aproveitando que hoje é um dia histórico no Brasil (envolvendo a cultura japonesa), apresento o meu post especial nippon! (e também, atendendo aos pedidos de alguns seguidores).

Primeiramente, hoje são comemorados, aqui no Brasil, os 103 anos de imigração japonesa. Foi em 18 de junho de 1908 que chegou o Kasato Maru, navio que trouxe 165 famílias japonesas para o Brasil. Grande parte desses imigrantes era formada por camponeses de regiões pobres do Japão, que vieram trabalhar nas prósperas fazendas de cafezais do estado de São Paulo.

Into the Wild



Na Natureza Selvagem, como é conhecido no Brasil, é um filme que relata a vida de Chris McCandless, um jovem de vinte e poucos anos, que na década de 90, após concluir a universidade, rejeita um carro novo como presente, doa o seu dinheiro e abandona tudo, tudo mesmo, para poder viver a sua maior aventura, ir para o Alasca. Fato: uma história verídica.

Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia especial?
Digamos que sim. 5 de junho é o Dia do Meio Ambiente.

Nota: "Bláblá, blábláblá, blá! Natureza. Blábláblá!"
Não, você não vai ouvir isso neste post!

E é nesse tipo de dia que as pessoas começam a se preocupar. Sabe, é como o dia das mães: você passa o ano todo brigando com ela (ou não), e no dia é só amor. Será que nós temos que agir bem só em um dia do ano?

Eu acho que não. E tenham certeza de que eu não sou o cara mais correto com esse tipo de coisa, mas eu tento, e o importante é procurar fazer constantemente as coisas sem prejudicar o "nosso pequeno lugar no universo".

E é por isso que eu trago as "7 dicas do Bode para um meio ambiente saudável" (vide voz do Lombardi):

1- Recicle, reutilize, reduza, assim como fazem em Londres, onde quase nada vai pro lixo;
2- Use papel reciclado e evite usar o laminado e os que têm purpurina, pois não dá pra reciclar;
3- Quanto menos sacolas você pegar no supermercado, melhor (observação: eu não falei das ecobags porque elas têm que ser usadas 51 vezes pra valerem a pena);
4- Desligar a lampâda e fechar a torneira todos sabem, então... só estou lembrando;
5- Ande em transporte coletivo, a pé, de magrela ou plantando bananeira, só não saia sozinho no carro;
6- Não compre madeira ilegal (as legais têm o selo);
7- Procure novidades, tais como: madeira plástica, caixa de leite para resfriar a casa e etc.

Extra:
8- Divulgue essas ideias!
#fikdik

P.S.: As pessoas desse blog seguem essas regras.

'Té!

Train


Uma banda norte-americana de São Francisco, Califórnia, formada em 1994 e está ativa até hoje. Com um estilo romântico em suas letras, Train conquistou fama internacionalmente com a música e álbum de mesmo nome “Drops of Jupiter”, que os deu tanta popularidade e fez com que alcançassem o topo das paradas de sucesso (e com razão), e que continua como o álbum mais bem sucedido lançado pela banda.

World Press Photo

Julian Assange, criador do WikiLeaks. Fotografia de Seamus Murphy.
Desde 1955, o WPP foi promovido por uma organização holandesa, independente e sem fins lucrativos, para mostrar ao mundo o fotojornalismo. Uma competição internacional que acontece anualmente e reúne fotógrafos de várias nacionalidades. A informação, nesse momento, se transforma em arte e vice-versa.

Muito mais do que uma exposição, o World Press Photo retrata a realidade, momentos históricos, particularidades e sentimentos. Tudo em flashes incríveis.

Sobre filmes e heróis

Desde a Antiguidade, o homem se reunia em volta de fogueiras para narrar histórias de deuses, heróis, guerras e caçadas. Histórias cheias de personagens fantásticos e, ao mesmo tempo, tão terrenos, que sempre hão de impressionar o ser humano, porque são esses deuses e heróis todo-poderosos que um dia almejamos ser. Almejamos o poder, o amor, a beleza, o saber. Essa foi a base da mitologia contemporânea. Surgiram, então, os heróis modernos, para salvar o povo e nos deliciar com suas aventuras.

Concept art e filmes de animação


Como bom admirador de ilustrações e de filmes de animação, sempre ando procurando inspiração nos blogs de concept art por aí.  Se você não sabe o que é concept art, eu explico: "arte conceitual" na tradução literal, são ilustrações que trazem as primeiras ideias para produção gráfica de filmes, jogos e histórias em quadrinhos, antes do resultado final. Ou seja,  é onde o artista rabisca as primeiras ideias, para personagens, cenários, objetos e muitas outras coisas.  Como é um rascunho gráfico da obra, geralmente todos os filmes de animação e de computação gráfica, passam por esse  estágio. Eu vim aqui pra mostrar alguns desses concepts pra vocês. Se você curte muito animação e desenho, com certeza tem que clicar em "continuar lendo".

O Menino e seu Tigre

Quem se prestaria a crer que um estudante de publicidade extremamente odioso do curso e fã de quadrinhos confeccionaria para o mundo uma das tirinhas de mais sucesso de todos os tempos? 

Pois foi o que aconteceu.



Criado na década de 80 e publicado em mais de dois mil jornais pelo mundo todo até a metade da década seguinte (1995), Calvin, um garoto de seis anos extremamente astuto, descobre um pouco daquele mundo que muitos de nós deixamos de visitar quando a infância termina: a imaginação.

Nunca foi especificado, mas acho que é exatamente isso que Calvin e Hobbes representam: a importância de amizades reais e de nada mais do que uma visão de mundo que foge ao comum, e de nunca deixar de sonhar em ser astronauta, ou rei de algum reino longínquo.

Sabe aquelas coisas de amizade verdadeira que todo mundo fala? O que você acha que existe entre um garoto e seu tigre de pelúcia? Juntos descobrem que as meninas são feitas de doces e perfumes, e coisas macias e doces, enquanto que garotos são feitos de rãs e caracóis. E tigres? Bom, de acordo com o Hobbes, tigres são feitos de insetos alados e, sobretudo de moleques mastigados. Juntos voam num tapete, e juntos descobrem que tigres são os melhores amigos que um menino de seis anos hiperativo poderia ter. E descobrem que garotas gostam de animais de pelúcia com calções de banho.
   
Eu acho que não tenho muito mais a dizer sobre Calvin e Hobbes; o nosso Hobbes (o tigre da Normandia aí em cima, que rosna quando sente fome e é conhecido por assustar donas de casa), não pôde me ajudar a escrever o artigo, porque encucou que tigres com curso superior têm mais chance de ingressar no mercado de trabalho. Então, sem mais delongas, é só isso mesmo.



Espero que tenham gostado.  =]

Até mais...

Promoção Multinverso!


Que tal ganhar marcadores de livros personalizados sobre o seu livro de fantasia predileto?


A equipe do Multinverso protagoniza agora uma promoção bem legal: você pode ganhar marcadores de texto personalizados da série Harry Potter, ou das Crônicas de Nárnia, ou de qualquer uma que esteja participando da enquete sobre as séries de fantasia, que está ali do lado direito, descendo um pouco. A série eleita a melhor fantasia de todos os tempos será tema da próxima tiragem de marcadores de texto confeccionados pelo Multinverso, e você pode recebê-los em casa, pelo correio, enquanto toma um chá com biscoitos. 

Como participo?
Facinho, facinho. Primeiro, vote na sua série predileta e torça pra que ela seja a mais votada.  =]
Depois faremos marcadores de livros (personalizados) sobre os personagens da série e mandaremos à casa de algum seguidor (ativo) nosso;
Ou seja, é só seguir-nos e comentar de vez enquando nos artigos!  =]

Obs.: Traremos mais informações ao fim da enquete.

Post sujeito à atualizações.

Dexter e Laranja Mecânica

Você deve estar se perguntando o que uma série de TV e um filme clássico têm em comum, e provavelmente a primeira coisa que lhe veio a cabeça foram os atores ou o diretor. Sinto lhe decepcionar, mas você está errado: o comum entre Dexter e Laranja Mecânica é o fato de os protagonistas de ambos serem psicopatas.

Como personagem principal do seriado homônimo, Dexter Morgan é charmoso, encantador e amável, quase socialmente perfeito (eu disse quase). Por trás de sua personalidade encantadora há um serial killer. E assim como todo assassino em série, possui suas regras e manias.

De certo modo, ao executar suas vítimas, Dexter faz uma limpeza social, uma vez que um de seus princípios é matar apenas pessoas culpadas por algum crime; antes de matar qualquer um ele faz uma minuciosa investigação a respeito de seu alvo.

Quando comecei a assistir Dexter, não queria mais parar: passava tardes vendo os episódios e toda vez que terminava uma temporada ficava com uma curiosidade imensa de saber o que ia acontecer na próxima, mas, de certa forma, sou suspeita para falar, tenho um fascínio por textos e filmes que estejam relacionados à psicopatia, definitivamente é algo que me intriga.

Dirigido por Stanley Kubrick e lançado em 1971, um ano em que a sociedade inglesa se depara com discussões sobre reeducação social e violência generalizada, eis que surge Laranja Mecânica, um filme que retrata a violenta sociedade da época com uma maestria incrível.

Ambientado em uma desolada Inglaterra de um futuro não tão distante, Laranja Mecânica, é um clássico filme que tem como protagonista o líder de uma gangue juvenil, Alex, que possui gostos peculiares que variam desde a música clássica até a ultraviolência e o estupro.

Após cometer diversos crimes, Alex é preso e submetido a uma reeducação pelo Estado através de um novo método, o qual pode ser interpretado mais como uma tortura do que um tratamento, diga-se de passagem. Após o fim de seu tratamento, Alex passa a ser perseguido por suas vítimas.

Eu considero o momento do estupro uma das melhores cenas, em que Alex, após tramar um plano maquiavélico, invade a casa de um escritor e estupra sua mulher ao mesmo tempo em que canta Singin’ in the Rain do famoso filme “Cantando na Chuva”. Nessa cena, Alex demonstra que tem sentimentos, mas definitivamente não são sentimentos bons.

Espero que tenham gostado, beijos e abraços.

Violet Baudelaire

I do, I do, I do belive in Fairies?!


No último dia 14 foi aniversário de alguém especial, realmente especial, foi aniversário da Anahí.

-Não pare de ler o texto, ainda não.
-Não pense que eu sou uma retardada, que não cresci.
-Não ache que eu estou tentando fazer um post de indicação, não, eu não estou.
-Nem que eu vou ficar aqui tentando convencer vocês de como ela é perfeita (não, eu não acho mais isso).
-Fique tranquilo, no final do deste texto eu não vou dizer para vocês conferirem músicas imperdíveis.
-No final do post, eu quero outra coisa.

Anahí é especial pra mim hoje, porque um dia, ela já foi muito, MUITO, especial, porque ela fazia parte da minha banda preferida, porque ela fazia parte da novela que eu amava e porque ela me deu a oportunidade de saber como é bom ser fã. E no tempo certo, é claro.

Mangá?

Mangá?

Mais do que histórias em quadrinhos japonesas.

Tudo começou com rolos de pinturas japonesas: os emakimono. Eram pinturas e textos explicativos que, juntos, contavam histórias à medida que eram desenrolados. E evoluíram, até que os rolos foram substituídos por livros (do tamanho de um cartão postal, na verdade) e então, originando o mangá, que tem como traços mais marcantes os olhos grandes e expressivos. Com o passar do tempo o mangá saiu do papel e foi parar na televisão, transformando-se em animes (desenhos animados), ganhando mais popularidade e aumentando o número de fãs em todo o mundo.

Para nós, é curiosa e diferente a forma/ordem de leitura de um mangá. É feita de trás pra frente (é a inversa da ocidental), como a maioria dos livros japoneses. Entenda assim: começa pelo que seria o final de um livro, e o texto é lido da direita para a esquerda. Suas páginas são feitas em preto e branco, colorida mesmo é a capa, e em papel reciclado, o que torna esse produto barato e acessível a qualquer pessoa.

No mangá, existe também uma classificação de acordo com o seu público-alvo. Histórias em que os alvos são os meninos (que não quer dizer que meninas não devam/possam lê-los, né?) são chamadas de shounen, garoto jovem em japonês, que tratam de histórias de aventura, ação, amizade. Como exemplo, temos os clássicos: One Piece, Naruto e Bleach. Já as histórias que têm interesse maior de meninas são chamadas de shoujo, garota jovem, que têm como característica marcante a sensibilidade, tratam de romances, amizade e ambiente escolar. Como clássicos, temos: Sakura Card Captors, Sailor Moon e Karekano.

Já sobre a (triste) distribuição de mangás no Brasil, o público consumidor se concentra, principalmente, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Então, caso você não seja dessas capitais e queira adquirir os seus mangás, te aconselho ir aos sebos (os melhores amigos dos compradores de mangás!). Neles é possível encontrar os mais variados títulos e os melhores preços (por exemplo, R$ 1,50 é quanto custa uma edição do primeiro volume de Sakura Card Captors em um sebo, esse mangá já foi vendido por MAIS DE R$ 150,00 em leilões no Mercado Livre). Ou, se você der a sorte de encontrar downloads de mangás disponíveis na internet (traduzidos) como eu também faço, aproveite!

Bem, o alfabeto japonês se compõe de ideogramas que não só representam sons, mas também ideias. Assim, em um mangá o texto em geral, mas principalmente as onomatopeias, fazem parte da arte. Eu prefiro ler um mangá, antes mesmo de ver o seu anime. Deixo a imaginação rolar à minha maneira, dou cores, vozes, e me emociono nessa aventura, nessa arte. Por que você não experimenta também? ^^

Então, gente, estou aqui como Sakura-chan, nova integrante e postadora de primeira viagem, muito um pouco ansiosa e eu espero poder contar com a presença de vocês nos meus próximos posts. Mal posso esperar pra trazer mais novidades!

Itakimasu! (Até mais, saindo!) =}

Gaga

Ok, esse texto é a prova concreta de que esse mundo gira. Mas gira muito.

E eu vou começá-lo confessando uma coisa pra vocês: não faz muito tempo, em 2006 pra ser mais exata, enquanto eu assistia o Miss Universo (tá bem, confesso, eu adoro esses “miss qualquer coisa”, muito triste pro meu lado feminista e intelectual, mas enfim...), eu vi uma cantora estranha e muito muito louca. Ela tinha uns cabelos descoloridos terríveis e me deu MUITO medo.

Ela era a Lady Gaga.

Daí em diante eu nunca mais parei de ouvir esse nome. Ela estava em todo lugar: rádio, internet, televisão, no celular dos meus amigos e na casa do vizinho. Era uma invasão. Era o início de uma fase que até agora não teve fim.

Nunca pensei sequer em escrever sobre ela, mas, de uns tempos pra cá, eu venho tendo que dar meu braço a torcer e dizer que sim, Gaga pode ser meio estranha e de vez em quando ainda me dá medo, porém é uma híper cantora, dona de uma voz poderosa e de um dom imenso de transformar coisas banais em interessantes.

É isso, no mínimo ela é interessante. Interessante em suas bizarrices e excentricidades, dotada de uma inteligência que só possui quem tem a sensibilidade necessária para perceber que o diferente é que faz a diferença. Afinal, se ela fosse metida à sexy, peituda e gostosona, seria só mais uma entre tantas.


Segundo minha fonte mais confiável (e fã número 1), Stefani Joanne Angelina Germanotta, nome real da futura rainha do pop, passou por poucas e boas pra chegar onde está, leia-se uso de drogas, crises depressivas, baixa-estima e até mesmo bullying.

Tive um namorado que me disse que eu nunca faria sucesso, nunca seria indicada ao Grammy, nunca teria uma canção de sucesso e que esperava que eu fracassasse. Eu disse pra ele: 'Um dia, quando não estivermos mais juntos, você não vai conseguir nem pedir uma xícara de café sem me ouvir ou me ver.'" - Lady Gaga

Porém, de uma forma triunfante, conseguiu chegar ao topo de todas as paradas de sucesso, bater recordes de vendas, ganhar todos os prêmios possíveis, tudo em um pequeno espaço de tempo e com apenas 25 anos de idade. Contrariando muitos.

Eu sei que Gaga é daquelas pessoas "8 ou 80" ou "amo ou odeio", mas eu acredito que mesmo quem diz não gostar dela, no fundo, mas bem no fundinho, reconhece que ela tem potencial e já, mesmo que secretamente, balançou o pezinho com Poker Face, Paparazzi, Just Dance, Bad Romance e LoveGame (=P).

Entre tantos singles que te dão vontade de sair dançando loucamente pela casa, cantando alto com ela todos os refrões, o meu favorito sempre foi Just Dance. Talvez pela melodia animada, ritmo contagiante e aquela mensagem de "apenas dance, vai ficar tudo bem". Só que, recentemente, eu me encantei com Born This Way, o primeiro single do CD de mesmo nome que será lançado dia 23 de maio.

É aquele tipo de canção que acopla boa letra, boa melodia a um bom vocal. Enfim, é minha favorita, com certeza.

" Eu sou linda a minha maneira, porque Deus não comete erros”.

Trecho de Born This Way.

P.S.¹: Ainda continuo tendo alguns receios relacionados à Gaga e costumo pensar, às vezes, se ela não extrapola nas excentricidades (Tipo, pra quê chifrinhos espalhados pelo corpo, meu Deus? =O).

P.S.²: Um agradecimento pra lá de especial ao meu colaborador/fonte mais confiável/fã número 1 e PhD em Lady Gaga, que com tanto carinho e prazer me ajudou na construção desse texto (Qualquer informação errada, a culpa é total e exclusiva dele. Falo mesmo! Kkk’).